Arquivo de agosto, 2014

MMA: UFC 177-Dillashaw vs Soto

Foto – Today sports

Podemos dizer que esta edição, [que nem era lá assim tão aguardada] chamou atenção por vários tópicos. A polêmica do evento começou sua história 24 horas antes do combate, quando o UFC anunciou a troca entre Renan Barão por, até o então desconhecido, Joe Soto. O brasileiro ex campeão do peso galo desmaiou horas antes de chegar à Sleep Train Arena para passar pela pesagem. Segundo Dedé Pederneiras,  tudo estava normal e Renan havia perdido o peso planejado até aquele momento. O fato aconteceu faltando algumas horas para a pesagem. Barão estava na banheira quente – técnica que os lutadores usam para perder líquido no corpo, facilitando a perda de peso –  e, ao tentar se levantar, o potiguar apagou. Os médicos do UFC foram contactados e o primeiro procedimento ao constatar que o lutador estava sem a hidratação normal necessária, foi  hidrata-lo novamente através de soro direto na veia. Com isso Renan Barão estava fora do card.

A substituição por Joe Soto foi de última hora.  Joe que estava escalado para fazer uma luta preliminar do card, foi convidado a disputar o cinturão de uma hora para outra. Literalmente isso. Alias, uma proposta que poucos aceitariam. Como lutar contra um cara que não houve estudo algum? Como entrar no octógono para lutar 5 e não 3 roundsSoto não só  salvou o evento, como fez parte de um espetáculo.

Foto - Jeff ChiuFoi uma luta emocionante. O duelo teve trocação, trabalho no chão, tentativas de quedas, várias sequências de golpes, mais de 20 minutos de luta e fechou com um baita nocaute plástico aplicado pelo campeão. Um chutaço na tampa na cabeça de Soto, que desmontou na hora. Dillashaw acabava de fincar o seu nome no peso galo com uma performance de tirar o chapéu.

Enquanto tudo parecia um filme de superação para Joe Soto e  sonho para Dillashaw, para Barão era um longa metragem  dramático. Dana White se expressou, pedindo a mudança de categoria do lutador, alegando que sua estrutura corporal é maior do que é o proposto para a categoria dos galos. O presidente não só aconselhou Renan a subir para a categoria seguinte, como também envolveu o nome de José Aldo nessa. Ele sugeriu que os dois subissem de categoria. Renan para os penas e Aldo para o peso leve.

 

 

 

ASSISTA LUTAS DE GRAÇA

A oportunidade de Renan Barão recuperar o título está chegando.  Sábado iremos descobrir o desfecho da “novela” entre Barão e Dillashaw no UFC 177. Se o potiguar ganhar a luta, ele recupera o título e o prestigio, e prova que seu último revés foi apenas um acaso. Se perder, Barão se tornará apenas mais um lutador que corre em busca do título, porém terá que suar a camisa em dobro, já que ele conseguiu a chance de recuperar o cinturão logo depois de sua derrota contra o atual campeão, T.J Dillashaw no UFC 173.

Para comemorar os 12 anos de trabalho e também aproveitando o clima da revanche entre os dois lutadores,  o Canal Combate liberou 3 lutas marcantes na carreira de Renan Barão. Assista!

Urijah Faber vs Renan Barao

Renan Barão disputou o cinturão interino contra Urijah Faber e levou o título do peso galo. (Foto: Esther Lin of MMA Fighting)

JOE CAMPOREALE-USA TODAY SPORTS

Renan Barão passou o carro em cima de Urijah Faber novamente. Esta foi a primeira defesa de título de Barão, após permanecer como campeão interino do peso galo por 2 anos.

usa today

Dillashaw dominou Barão por 5 round, até finalmente liquidar a fatura no último assalto por nocaute técnico.

 

 

Foi divulgado hoje no site MMA Junkie um pouco da preparação de T.J Dillashaw e de Renan Barão. O contraste até assusta.  Enquanto T.J Dillashaw usa a seu favor uma tecnologia de ponta em seus treinos, Barão mostra a sua preparação com equipamentos e técnicas improvisadas no meio da rua.  Uma diferença absurda.

O vídeo começa com o americano em uma clínica  hiperbárica, dentro de cápsula individual de acrílico. Aquele tipo de terapia se chama Oxigenoterapia Hiperbárica ou OHB. Uma modalidade terapêutica na qual um paciente é submetido à inalação de oxigênio puro em uma pressão maior que a pressão atmosférica (em geral, de 2 a 3 atm), dentro de uma câmara hermeticamente fechada com paredes rígidas. (Wikipédia)

A diferença estrutural do centro de treinamento entre o Barão e Dillashaw  até me fez lembrar do filme Rocky 4, onde Rock Balboa enfrenta o campeão Ivan Drago. Um lutador russo que treina em uma academia com investimento do governo russo, enquanto Balboa faz a sua preparação em uma simples casa no meio da neve e usa equipamentos improvisados para fazer o seu preparo contra o campeão russo, que tinha ao seu dispor a melhor tecnologia da época.

Abaixo tem o vídeo divulgado pelo site MMA Junkie, onde mostra o treino dos 2 lutadores principais do UFC 177. Também resolvi colocar um pedaço do treinamento do filme Rocky 4. Balboa, mesmo com simplicidade de seus treinamentos, levou a melhor. Será que isso se repetirá com Barão?

O UFC Fight Night 49 foi quase perfeito para os brasileiros. Quatro lutadores do país estavam selecionados neste card, porém apenas 3 saíram com seu braço levantado no final das lutas. Vamos relembrar a participação de cada um deles  neste post!!!

Foto/ Credito: Ark D. Smith-USA TODAY Sports

Rafael dos Anjos Vs Ben Henderson

O que falar de Rafael dos Anjos, heim?! O cara simplesmente me calou, calou 80% dos apostadores e calou a mídia que apostava em um combate a favor de Ben Henderson. Sim, eu assumo. Adoro o Dos Anjos, mas achava que ele não passaria por Henderson. Mas para a minha surpresa [e surpresa de muitos outros] o combate levou um fim inimaginável. Alguém apostaria em uma vitória rápida de Dos Anjos em cima do ex-campeão dos leves?  O brasileiro, [que havia reclamado sobre a falta de confiança de sua torcida] entrou no octógono e mostrou um trabalho incrível. Ele estava impecável. A luta começou e os dois lutadores se sentiram confiantes para investir na trocação. Rafael se deu bem com suas sequências de jab e direto, mas Henderson também teve iniciativa e tentava impor seu ritmo. O americano até acertou um chute frontal no peito do brasileiro que se desequilibrou mas se levantou rapidamente. Acho que Dos Anjos deve ter ficado muito p*** com o chute, porque menos de 1 minuto depois, ele entrou em uma sequência devastadora que teve inicio com uma joelhada voadora colocada em cheio no rosto do americano, que ficou grogue com a investida. Em consequência disto, Benso levou um direto que o fez até virar os olhos e cair desacordado. Quando o ex campeão bateu com o corpo no chão, ele acordou e tentou voltar ao combate mas era tarde demais, pois Big John McCarty estava em cima e finalizou a luta. Rafael dos Anjos com certeza irá subir no ranking da categoria e se aproximar cada vez mais do cinturão dos leves.

Foto/Credito – Warren Little-Zuffa LLC-Getty Images

Thales Leites Vs Francis Carmont

Quem ainda opina que Thales Leites é apenas um lutador de solo, pode ir repensando sua opinião sobre ele, após este combate no Fight Night49. O brasileiro enfrentou o francês Francis Carmont, que tiveram um combate bem estudado no primeiro round. O jogo entre os lutadores era: Francis lutando à  distância, para evitar a possibilidade de Leites o levar o duelo ao chão, e usou sequências de jabs e direto e low kicks, garantindo o primeiro round a seu favor. No segundo assalto, quando todos imaginavam que Thales Leites iria procurar o combate no solo, o brasileiro veio com uma sequência de upper com cruzado, fazendo com que o francês desabasse à lona. Leites venceu por nocaute pela segunda em seus dois últimos combates e mostrou que está virando um lutador cada vez mais completo!

Credito/Foto – supermma-ufc

Wilson Reis Vs Joby Sanches

Conferimos a vitória de Wilson Reis, que estreou na categoria dos moscas. Antes desse combate, Reis havia saído de derrota por decisão dividida contra Yuri Alcantara ‘Marajó’ no peso galo.  O lutador decidiu baixar o peso após aquela luta, mas mesmo assim não teve nenhuma facilidade para vencer o americano Joby Sanches, substituto de  Tim Elliot, que foi cortado do card por motivo de lesão. Durante a luta, Wilson levou dois knockdowns no segundo round mas resistiu aos efeitos “grogues” e conseguiu se manter no combate até o final. Wilson Reis venceu Joby Sanches por decisão unânime dos jurados (triplo 29 a 28).

 

foto divulgação

James Vick Vs Valmir “Bidu” Lazaro

Definitivamente quem fala que o MMA é só pancadaria, pode-se considerar 100% leigo no assunto. A luta de Valmir “Bidu” Lazaro neste Fight Night provou exatamente isso. Bidu demonstrou muita força, garra, porém sem tanta técnica ou frieza para esperar os momentos certos. Após o primeiro round, seu corner até o orientou que: “Não é briga. É luta. Vamos lutar, não brigar”. Já o americano James Vick apostou em sua técnica e superou o brasileiro por decisão unânime dos juízes. Como essa foi a primeira chance de Valmir Lazaro no UFC, muitos defendem o lutador alegando que a pressão de estréia em cima do lutador foi grande. Vale lembrar que Bidu estreou no card principal contra um lutador que estava invicto em seus 5 combates e estava em ótima fase. O americano acumulou o sexto triunfo invicto e tem apenas um único revés, que  foi na semi final do primeiro TUF ao vivo, porém a derrota não é reconhecida em seu cartel profissional porque as lutas do TUF, no período do confinamento, NÃO são reconhecidas pela federação.

 

O que você precisa saber sobre o UFC Fight Night 49

unnamed (1)– Depois de 20 anos, o UFC volta à Tulsa – Oklahoma nos Estados Unidos para produzir o segundo evento no local.  A primeira passagem do Ultimate na cidade americana foi no UFC 4, – na época Royce Gracie foi pela terceira vez o campeão do evento – e agora, no  UFC Fight Night 49 – Henderson Vs Dos Anjos;

Participação brasileiros no card:

Wilson Reis –  Irá entrar no octógono na luta de abertura no card preliminar. Este será o seu combate de estréia no peso mosca;

Valmir Bidu – Mais um representante da Nova União, Bidu traz consigo 12 vitórias (11 consecutivas) e apenas 2 derrotas. O brasileiro tentará deixar sua marca em sua primeira luta no UFC, já no card principal;

Thales Leite – Atleta que também representa a Nova União. Leite vem de 6 vitórias [ 3 no UFC] e tenta carimbar ainda mais seu nome na categoria. Thales Leite tem a característica de levar a luta para o chão e finalizar. Com 23 vitórias, o faixa preta de Jiu Jitsu finalizou seus combates por 17 vezes;

Rafael dos Anjos – Quinto colocado da categoria dos leves, Dos Anjos também tenta ganhar espaço e quer ficar mais perto do ‘title shot‘. O brasileiro é considerado ‘azarão’ para os apostadores, mesmo vindo de 6 vitórias em 7 lutas.

Sobre luta principal:

Benson ‘Smooth’ Henderson está em uma situação complicada quando lembramos  QUEM o derrotou. Ele perdeu o título para Antony Pettis no UFC 164, porém o lutador já havia perdido para ‘showtime’ em dezembro de 2010. Para  conseguir uma nova chance de enfrentar o campeão, Henderson tem que dar tudo de si para levar a melhor nesta luta para, quem sabe,  conquistar mais uma chance de se vingar de suas derrotas.

Rafael dos Anjos ainda não convenceu os críticos, a torcida e nem os lutadores da organização. Mesmo com uma boa sequência de vitórias, os apostadores ainda ficam no lado de ‘Smooth‘. Por conta disso, esta luta é a chance de Dos Anjos mudar a forma como é tratado. Ele procura ter o reconhecimento de todos, o que significa que ele certamente dará tudo por esta luta, já que Benson Henderson é um ex – campeão da categoria e um dos mais populares e duros lutadores da categoria.

Confira todas as lutas:

Card principal
Ben Henderson x Rafael dos Anjos
Jordan Mein x Mike Pyle
Francis Carmont x Thales Leite
Max Holloway x Clay Collard
James Vick x Valmir Bidu
Chas Skelly x Tom Niinimaki

Card preliminar
Alex Garcia x Neil Magny
Beneil Dariush x Tony Martin
Matt Hobar x Aaron Phillips
Ben Saunders x Chris Heatherly
Wilson Reis x Joby Sanchez

super lutas

Foto: Super Lutas

Foi uma luta incrível. Cung Le teve seu olho esquerdo fechado no segundo round, mas sobreviveu até o  quarto, onde não resistiu a insistência de Bisping com várias sequências de jabs e diretos em seu ferimento. O inglês demonstrou muito cansaço no final do terceiro assalto e foi para o quarto com a estratégia de terminar a luta. Com ganchos no rosto, no corpo e  joelhada bem colocada no rosto, Le vai para o chão. Após mais alguns golpes de Bisping, Huhn Sharp encerra a luta e Michael Bisping vence por nocaute técnico.

Outro que sentiu o gás foi o brasileiro e estreante do UFC, Alberto Mina, que teve dificuldades mas decidiu o combate no primeiro round.

Confira abaixo o resultado de todas as lutas:

 Card Principal

Peso-médio: Michael Bisping venceu Cung Le por nocaute técnico aos 57s no R4
Peso-meio-médio: Tyron Woodley venceu Dong Hyun Kim por nocaute técnico a 1m01s do R1
Peso-leve: Zhang Lipeng venceu Brendan O’Reilly por decisão unânime
Peso-pena: Ning Guangyou venceu Yang Jianping por decisão unânime

Card Preliminar

Peso-meio-médio: Wang Sai venceu Danny Mitchell por decisão unânime

Peso-meio-médio: Alberto Miná venceu Shinsho Anzai por nocaute técnico aos 4m17s do R1
Peso-galo: Yuta Sasaki venceu Roland Delorme por finalização (mata-leão) a 1m06s do R1

Peso-meio-médio: Colby Covington venceu Wang Anying por finalização (socos) aos 4m50s do R1
Peso-galo: Royston Wee venceu Yao Zhikui por decisão dividida
Peso-galo: Milana Dudieva venceu Elizabeth Phillips por decisão dividida

O Canal Combate comemorou o 12º aniversário com um prato cheio “pá nóis” que é fã de MMA. O canal liberou algumas lutas importantíssimas de Anderson “Spider” Silva. Podemos até imaginar que é um tipo de agradecimento por “Spider” ser um dos responsáveis a introduzir o UFC no Brasil, que hoje é considerado a 2º maior praça do Ultimate.

Agora é possível relembrar a luta em que Anderson  faturou o cinturão contra Rich Franklin. Pode-se acompanhar também outro confronto marcante de Spider, que foi o seu 1º  duelo contra Chael Sonnen. Outra sugestão é assistir “A luta do século” entre Spider e Belfort.

Chega de papo!!! Clique aqui para ir ao site do Canal Combate!

Enjoy baby!

andersonsilva_richfranklin_ufc_get_301

Spider fatura o cinturão em cima de Rich Franklin

Chael Sonnen vs Anderson Silva

Spider finaliza Sonnen no último round.

anderson silva spider vs vitor belfort

Spider acerta um frontal no queixo de Belfort e vence.