Arquivo de setembro, 2014

Por que confundem Jiu Jitsu com MMA?

Publicado: setembro 25, 2014 em Treinos
Tags:,

unnamed (5)Nota do autor – Combinei de fazer alguns rolas na academia de meu prédio com alguns amigos que praticam Jiu Jitsu. Era um final de semana ensolarado e estávamos empolgados por termos conseguido nos reunir logo de manhã. Todos nós estávamos prontos para ter uma manhã focada em aprender novas técnicas e fazer algumas lutas amistosas, sem nos limitarmos com o tempo no tatame. Queríamos apenas treinar e conversar.  Na hora de pegar a chave da academia, o sindico me perguntou que luta iríamos treinar. – “Nós vamos fazer um treino de Jiu Jitsu” – disse à ele. A expressão do senhor mudou. O sindico fechou a cara, franziu as sobrancelhas e disparou: “- Não quero ninguém saindo da academia sangrando. Isso é uma brutalidade… –

Bom, provável que o leitor que pratica Jiu Jitsu já deve ter passado por situações onde alguém confundiu o Jiu Jitsu com MMA. Porque essa ligação? É o que vamos abordar neste post !!!


Porque as pessoas confundem o Jiu Jitsu com o MMA?

Bom, é uma boa discussão, não?! Para entendermos melhor o motivo dessa confusão toda, sugiro que voltemos ao passado para relembrar a história do Jiu Jitsu, para então chegarmos a uma conclusão mais plausível sobre este assunto.

Segundo Carlos Gracie Junior, o Jiu Jitsu tem registros a partir do ano 2000 A.C.. Doido, não? A arte sempre esteve nas gerações passadas e, claro,  sofreu várias modificações até chegar no Brasil, no ano de 1914. Carlos Gracie foi o primeiro brasileiro a ter acesso a arte suave. Ele aprender e passou a seus filhos. Um deles era Helio Gracie. A história todos conhecem: Ele aprimorou ainda mais a precisão e desenvolveu uma forma onde uma pessoa pequena e com pouca habilidade muscular, pudesse desafiar de igual para igual um lutador mais forte. Essa foi a grande sacada! A técnica, agora atualizada por Hélio, era infalível. Tão infalível que a família Gracie desafiava qualquer mestre de qualquer arte marcial a desafiá-los a um duelo. O ganhador levaria uma fita com a gravação do duelo e todo o prestígio que era posto em jogo naquele combate. Foram anos fazendo esse teste, até chegarmos em  1993. Data em que o Jiu Jitsu  passaria pela sua maior provação. Teríamos naquele ano o primeiro MMA legalizado da história, com lutadores representando outras modalidades. Começava naquele momento a era MMA. Naquele tempo conhecido como “Vale Tudo”.  O representante do Jiu Jitsu foi nada mais nada menos que Royce Gracie, que não só foi o primeiro campeão da história do MMA, como provou a eficácia da nova arte, agora apresentada ao mundo. Como aquele garoto poderia bater em gigantes??? Como seria possível alguém estar em vantagem, mesmo estando por baixo em uma luta no solo?? A partir daquele dia, o conceito de luta profissional mudaria para sempre e o Jiu Jitsu alcançaria uma abrangência mundial.

O grande passo foi dado. O Jiu Jitsu  andou entrelaçado com o MMA e com isso os maiores e melhores profissionais aprovaram e aprenderam a arte suave para então entrar no octógono com um conhecimento de luta de solo, deixando-os ainda mais completos. A tentativa de o Jiu Jitsu ter seu nome e andar na própria sombra começa a transparecer. Apenas os leigos não enchergam a diferença e acabam por assimilar que é tudo a mesma coisa.  Quem sabe esta dúvida estaria extinta ao ser um esporte olímpico?  É só uma suposição, claro. Até lá, nós jiu jiteiros ainda faremos muito aquele tipo de expressão (da foto) quando leigos afirmarem que tudo é a mesma coisa.

Como adquirir Hérnia de Disco?

Cada caso é um caso. Na minha situação a crise começou após uma queda de roller. Em uma infeliz manobra no Half-Pipe, fui de quadril ao chão de concreto e o barulho oco de osso batendo no cimento ecoou nos meus ouvidos. Que dor da p****!!! Foi ali que minha lombar acusou algo errado. Lembro-me que saí com dor no “Pipe”, tirei o patins e fui para casa com muita dificuldade para dirigir. Minha perna esquerda começou a se tornar sensível a movimentos e pisar na embreagem se tornou a minha maior “aventura” naquele momento. Eu sentia uma mistura de dor muscular com fisgadas no músculo que corria a perna inteira, chegando até o pé esquerdo.

Fui ao médico e a partir de lá comecei uma bateria de exames. Dentre eles, a ressonância magnética. Bingo…. Ali estava a danadinha. Era a primeira manifestação de uma possível Hérnia de Disco, que até então não estava desenvolvida. Ainda que o disco tenha apenas encostado no nervo, a dor era grande. Não. Não estou falando que a pancada foi responsável pela lesão, mas sinto que aquele momento  foi o ‘starter’ para futuros longos meses de reeducação postural, dores crônicas e muita paciência e foco.

Passei a frequentar clínicas de fisioterapia que eram cadastradas  no meu plano de saúde. O grande “X” da questão está exatamente aí: Um problema como Hernia de Disco merece uma atenção privilegiada, o que não acontece em clínicas deste perfil, devido a grande demanda de pacientes. Enquanto eu estava sendo tratado, mais 12 pessoas também exigiam os mesmos cuidados pela única fisioterapeuta da clinica.

#FicaDica – Minha dica é procurar uma fisioterapeuta especialista em coluna. Geralmente profissionais com este tipo de especialização não são conveniados a nenhum plano, exatamente para ter o tempo cabível em um atendimento exclusivo e individual, ou seja, o custo é responsabilidade do paciente. Claro que temos que pesar na balança o que é mais importante. No meu caso achei o preço apenas um detalhe, comparado com a dor que sentia diariamente.

Depois de uma preciosa indicação de uma velha amiga, conheci a doutora Juliana Ferrarosse. Em sua clinica, trabalhamos alongamentos e fortalecimentos durante as sessões e, em períodos diferentes, fui instruído a  fazer alguns exercícios de complemento ao tratamento. Após 12 sessões eu alcancei 80% de meus movimentos. Parecia um milagre, já que a 2 semanas atrás eu não levantava do sofá nem para pegar o controle remoto da tv.

Com a autorização previamente acertada com minha fisioterapeuta, posto abaixo alguns exercícios que me foi passado para que você possa ter uma ideia de quais posições podem ajudar a fortalecer a lombar e, com isso, evitar grandes problemas na região inferior da coluna. Ah, estas séries abaixo foram acompanhadas por uma profissional que focava a MINHA às minhas necessidades. Portanto, nem sempre a minha dificuldade pode ser a sua ou vice-e-versa.

– Exercícios para lombar;

Exercícios para fortalecer a lombar;

Exercícios para fazer em casa.

 

unnamed (1)

Ponte – Exercício que trabalha o alongamento da região anterior do corpo, fortalecimento da parte posterior do corpo, Ativação dos músculos locais e estabilizadores profundos, re-educação funcional e mobilização da coluna em flexão – (www.pilatesbylu.blogspot.com.br)

unnamed (2)

Prancha lateral e frontal isométrico, ou seja, sem movimentação ou flexão do quadril. Este exercício é voltado para a musculatura profunda do tronco. Eles atuam diretamente com o fortalecimento e estabilização dos músculos abdominais, músculos lombares, estabilizadores da coluna e músculos profundos do tronco. (Fonte de conteúdo – Blog Fitnova)

unnamed (4)

Superman – Exercício isométrico postural, ou seja, sem movimentação durante sua execução. Este exercíciotrabalha eretores da espinha, glúteo maior, isquiotibiais. (Fonte de conteúdo – musculação.net)

Image

Este exercicio permite alongar suavemente o tecido conjuntivo em torno de suas raízes nervosas. Praticar esta posição me ajudou a trabalhar a coordenação de movimentos da minha coluna.(Fonte de Conteúdo – Blog -Consultório de osteopatia)

 

unnamed (5)

Relaxamento da coluna lombar e descompressão das vértebras após a sequência de exercícios. Esta posição alivia dores e tensões.

anderson_silva_fina_estampa

Fonte: UFC

Nota do autor – O prejuizo para o UFC e também fãs do UFC  no primeiro semestre de 2014  poderia ser irreparável, já que muitos imaginavam uma possível aposentadoria de um dos principais lutadores da história do MMA, após quebrar a canela de uma forma aterrorizante. Hoje o papo é outro. Isso porque a oito meses acompanhamos em tempo real através de reportagens, –  e de sua conta oficial no instagram – parte de sua reabilitação de sua perna fraturada. Tivemos quase que um Reality Show através de uma avalanche de informação sobre o lutador. Ele está voltando !!!

 


Hoje em dia a coisa mudou. Podemos abrir sites especializados em MMA e muito provavelmente você verá o rosto de Anderson Silva com textos focados em assuntos que não envolve a lesão sofrida por ele em seu último combate. O papo que começou a repercutir – e muito – foi a luta oficialmente confirmada entre Spider e Nick Diaz, marcado para janeiro de 2015. Junto com a luta, muitas perguntas: Porque ele voltaria depois daquele trauma? Ele irá manter a mesma maestria dos últimos tempos? Irá Anderson Silva mudar seu estilo de luta? Porque continuar?

Se vocês estiverem procurando algum motivo para saber a real importância de seu regresso ao octógono, aqui vão 6:

  •  Anderson Silva foi o melhor lutador peso por peso do UFC por anos, além de bater o recorde de defesas de título. Para se ter uma ideia mais ampla do que o brasileiro fez na categoria dos médios, é só analisar o tempo de existência  da categoria nos moldes atuais, quando o título de Peso Médio era conhecido como o título Peso Meio-Médio. Isso foi até o UFC 31 em maio de 2001. Com 13 anos  de existência, Anderson Silva manteve o cinturão de 2006 à 2013, ou seja, ele dominou a categoria  por metade do período existente;
  •  Spider tem um grande aliado que o ajudará a vender ainda mais a luta do seu retorno. Esse fator se chama “curiosidade”. Quem não está curioso para acompanhar a sua volta?
  • Vamos combinar que a lesão de Anderson Silva foi uma das mais”grotescas”  lesões vistas ao vivo na televisão brasileira. Na primeira semana escutava-se que Spider não voltaria a lutar. Só de pensar de como estará o fã de MMA na hora em que Anderson Silva pisar na arena, sou obrigado a definir que esta luta será a mais esperada do ano. Será simplesmente alucinante. Existe algum roteiro de filme  de superação parecido como esta história? Se não tem, registre rápido!
  • O retorno de Spider será contra um dos lutadores mais polêmicos do UFC. Isso com certeza irá incentivar as vendasde Pay-Per-View. Até agora os lutadores se respeitaram mas a expectativa dos fãs é saber se isso vai durar até o fim da luta ou se durante este tempo, algum dos lados irá polemizar o combate?!
  • Spider volta ao octógono e conquista novamente o cinturão. Quanto passaria a valer o seu nome?
  • Anderson Silva representa vários recordes na organização. Para o Ultimate um lutador ativo que traga consigo estes números, é extremamente válido, já que a organização sustenta o nome de trazer o melhor nível técnico de lutas de MMA.

Compare os números conquistado pelo brasileiro, com outras lendas do mundo MMA:

unnamed (3)

Vitórias consecutivas no UFC:              Anderson Silva: 17 Royce Gracie: 11 Georges St-Pierre e Júnior Cigano: 9

unnamed (4)

Vitórias em disputa de título no UFC: Anderson Silva: 11 Georges St-Pierre, Matt Hughes e Randy Couture: 9 Tito Ortiz: 6

unnamed (5)

Vitórias consecutivas em defesas de título no UFC:              Anderson Silva: 10 Georges St-Pierre: 6 Matt Hughes e Tito Ortiz: 5

unnamed (7)

Melhor aproveitamento nos golpes aplicados no UFC:                   Anderson Silva: 68,5% Cain Velasquez: 60,2% Evan Tanner: 59%

unnamed (6)

knockdowns no UFC: Anderson Silva: 15 Chuck Liddell: 14 Melvin Guillard: 11

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

* Fotos : UFC /Divulgação – Fotos reprodução